2Corp

Tecnologia da informação na gestão empresarial

Tecnologia da informação na gestão empresarial
Tecnologia da informação na gestão empresarial No futuro, os computadores podem pesar menos do que 1.5 toneladas. Edição de 1949 da revista Popular Mechanics. Você pode imaginar? Essa notícia tem pouco mais de 70 anos! Assim como o mundo mudou com a roda, a tecnologia da informação (TI) teve impacto em todas as atividades existentes na humanidade – e não tenhamos medo dessa afirmação - porque afinal, até as nossas emoções estão migrando para o metaverso, não é mesmo? Então, já que não dá para viver sem, vamos fazer o melhor uso possível da tecnologia na gestão empresarial. Até onde pode chegar? Podemos agrupar os impactos em dois “macro-grupos”. O primeiro é a digitalização dos processos manuais e o segundo é a transformação dos modelos de negócio a partir da TI. No primeiro grupo estão as ferramentas (hardware e software) e práticas que contribuem para o aumento da produtividade, além de viabilizar o cruzamento de grande quantidade de informações para suportar os processos de tomada de decisão. No segundo grupo a TI permite repensar completamente o modelo de negócio, ou até criar negócios. Os exemplos que já se tornaram clássicos são o Uber, Airbnb, e vários outros como o caso de profissionais liberais, que agora podem oferecer os seus serviços em todo o país. Aliás, em todo o mundo! Isso seria impensável até muito recentemente. Neste blog vamos focar na digitalização de todos os processos. O que é uma informação de boa qualidade? Sistemas digitais têm a sua qualidade integralmente atrelada à qualidade das informações que alimentam os sistemas. Uma boa analogia é com um bolo, que depende fundamentalmente da qualidade dos ingredientes. Uma informação é considerada de boa qualidade se for confiável, e assim ser útil na tomada de decisão. Para avaliação da qualidade de uma informação se deve atentar principalmente para os pontos abaixo: Precisão Integralidade Consistência Atualidade Unicidade Validade O que é precisão para informação de boa qualidade? Precisão significa que a informação representa corretamente a realidade que a informação está retratando. O analista de dados deve avaliar o grau de precisão da informação consultando fontes diferentes e comparando com a informação que ele levantou inicialmente. Se vamos usar, por exemplo, o preço médio do litro de gasolina no Brasil para elaborar um orçamento, precisamos consultar outras fontes para garantir que não estamos usando o preço de uma determinada região do país que pode ser abaixo ou acima da média. O que é integralidade para informação de boa qualidade? Integralidade significa que a informação contém todos os aspectos que pretendemos representar. No nosso exemplo da gasolina é preciso checar se a informação que consideramos é no atacado ou no varejo, por exemplo. Obviamente aí há uma variação importante, até porque as margens dos pontos de distribuição são diferentes. O que é consistência para informação de boa qualidade? A consistência garante que dentro de uma empresa, não importa de qual sistema ou planilha que se obtenha a informação, ela será sempre igual. No nosso exemplo da gasolina: devemos assegurar que o financeiro, suprimentos, produção, enfim todas as áreas, usem o mesmo valor, a mesma "fonte da verdade". Sugerimos que exista nas empresas fontes da verdade. Por exemplo, o preço da gasolina é o valor informado pelo setor de suprimentos. A partir dessa única fonte, o financeiro vai gerar os resultados, e a gestão empresarial a performance, e assim por diante. O que é atualidade para informação de boa qualidade? A atualidade abrange dois significados. O primeiro é que a informação seja atualizada e que chegue a tempo para a tomada de decisão. Voltando ao nosso exemplo da gasolina, não adianta apurarmos o valor do preço médio da gasolina no Brasil, depois de encerrado o processo de compra de gasolina. Por outro lado, o preço médio existente na fonte da verdade deve ser o mais atualizado possível. Usar o preço médio da gasolina de 6 meses atrás, pode levar a decisões erradas. O que é unicidade para informação de boa qualidade? Unicidade significa que não existe duplicidade ou informações redundantes na base de informação. Analistas de dados procedem ao que chamamos de higienização das bases de informação, para entre outras coisas, remover duplicidades e redundâncias. O que é validade para informação de boa qualidade? Uma informação deve ser coletada de acordo com as regras de negócios da organização, o que inclui a obediência a legislação sobre coleta de dados. Desde o ano passado, o Brasil implementou a Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD), com multas duras para quem descumpri-la. Isso vale também para o formato utilizado para representar a informação. No nosso exemplo da gasolina, a data da coleta do dado deve ser inserida no formato que o sistema da empresa solicita, por exemplo – dd/mm/aaaa, ou apenas mm/aaaa, etc. Conclui-se que, apesar do avanço e das possibilidades da tecnologia cabe a nós, seres humanos, temos a tarefa trivial de manter a qualidade da informação. Visite o site www.2corp.co e conheça de que forma a 2corp gestão empresarial pode ajudar a sua empresa a tirar o melhor proveito do TI, para o crescimento do seu negócio.

No futuro, os computadores podem pesar menos do que 1.5 toneladas.

Edição de 1949 da revista Popular Mechanics. 

Você pode imaginar? Essa notícia tem pouco mais de 70 anos!

Assim como o mundo mudou com a roda, a tecnologia da informação (TI) teve impacto em todas as atividades existentes na humanidade – e não tenhamos medo dessa afirmação – porque afinal, até as nossas emoções estão migrando para o metaverso, não é mesmo?

Então, já que não dá para viver sem, vamos fazer o melhor uso possível da tecnologia na gestão empresarial. 

Até onde pode chegar? 

Tecnologia da informação na gestão empresarial

No futuro, os computadores podem pesar menos do que 1.5 toneladas.
Edição de 1949 da revista Popular Mechanics. 

Você pode imaginar? Essa notícia tem pouco mais de 70 anos!
Assim como o mundo mudou com a roda, a tecnologia da informação (TI) teve impacto em todas as atividades existentes na humanidade – e não tenhamos medo dessa afirmação - porque afinal, até as nossas emoções estão migrando para o metaverso, não é mesmo?
Então, já que não dá para viver sem, vamos fazer o melhor uso possível da tecnologia na gestão empresarial. 
Até onde pode chegar? 

Podemos agrupar os impactos em dois “macro-grupos”. O primeiro é a digitalização dos processos manuais e o segundo é a transformação dos modelos de negócio a partir da TI. 

No primeiro grupo estão as ferramentas (hardware e software) e práticas que contribuem para o aumento da produtividade, além de viabilizar o cruzamento de grande quantidade de informações para suportar os processos de tomada de decisão. 

No segundo grupo a TI permite repensar completamente o modelo de negócio, ou até criar negócios. Os exemplos que já se tornaram clássicos são o Uber, Airbnb, e vários outros como o caso de profissionais liberais, que agora podem oferecer os seus serviços em todo o país. Aliás, em todo o mundo! Isso seria impensável até muito recentemente. 

Neste blog vamos focar na digitalização de todos os processos. 
O que é uma informação de boa qualidade?

Sistemas digitais têm a sua qualidade integralmente atrelada à qualidade das informações que alimentam os sistemas. Uma boa analogia é com um bolo, que depende fundamentalmente da qualidade dos ingredientes. 

Uma informação é considerada de boa qualidade se for confiável, e assim ser útil na tomada de decisão. 
Para avaliação da qualidade de uma informação se deve atentar principalmente para os pontos abaixo:

Precisão
Integralidade
Consistência
Atualidade
Unicidade
Validade

O que é precisão para informação de boa qualidade?

Precisão significa que a informação representa corretamente a realidade que a informação está retratando. O analista de dados deve avaliar o grau de precisão da informação consultando fontes diferentes e comparando com a informação que ele levantou inicialmente. 

Se vamos usar, por exemplo, o preço médio do litro de gasolina no Brasil para elaborar um orçamento, precisamos consultar outras fontes para garantir que não estamos usando o preço de uma determinada região do país que pode ser abaixo ou acima da média. 
O que é integralidade para informação de boa qualidade?

Integralidade significa que a informação contém todos os aspectos que pretendemos representar. 

No nosso exemplo da gasolina é preciso checar se a informação que consideramos é no atacado ou no varejo, por exemplo. Obviamente aí há uma variação importante, até porque as margens dos pontos de distribuição são diferentes.
O que é consistência para informação de boa qualidade?

A consistência garante que dentro de uma empresa, não importa de qual sistema ou planilha que se obtenha a informação, ela será sempre igual. 

No nosso exemplo da gasolina: devemos assegurar que o financeiro, suprimentos, produção, enfim todas as áreas, usem o mesmo valor, a mesma "fonte da verdade". 

Sugerimos que exista nas empresas fontes da verdade. Por exemplo, o preço da gasolina é o valor informado pelo setor de suprimentos. A partir dessa única fonte, o financeiro vai gerar os resultados, e a gestão empresarial a performance, e assim por diante.
O que é atualidade para informação de boa qualidade?

A atualidade abrange dois significados. O primeiro é que a informação seja atualizada e que chegue a tempo para a tomada de decisão.

Voltando ao nosso exemplo da gasolina, não adianta apurarmos o valor do preço médio da gasolina no Brasil, depois de encerrado o processo de compra de gasolina. Por outro lado, o preço médio existente na fonte da verdade deve ser o mais atualizado possível. Usar o preço médio da gasolina de 6 meses atrás, pode levar a decisões erradas. 
O que é unicidade para informação de boa qualidade?

Unicidade significa que não existe duplicidade ou informações redundantes na base de informação. Analistas de dados procedem ao que chamamos de higienização das bases de informação, para entre outras coisas, remover duplicidades e redundâncias. 
O que é validade para informação de boa qualidade?

Uma informação deve ser coletada de acordo com as regras de negócios da organização, o que inclui a obediência a legislação sobre coleta de dados. Desde o ano passado, o Brasil implementou a Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD), com multas duras para quem descumpri-la.  Isso vale também para o formato utilizado para representar a informação. 

No nosso exemplo da gasolina, a data da coleta do dado deve ser inserida no formato que o sistema da empresa solicita, por exemplo – dd/mm/aaaa, ou apenas mm/aaaa, etc. 

Conclui-se que, apesar do avanço e das possibilidades da tecnologia cabe a nós, seres humanos, temos a tarefa trivial de manter a qualidade da informação.

Visite o site www.2corp.co e conheça de que forma a 2corp gestão empresarial pode ajudar a sua empresa a tirar o melhor proveito do TI, para o crescimento do seu negócio. Podemos agrupar os impactos em dois “macro-grupos”. O primeiro é a digitalização dos processos manuais e o segundo é a transformação dos modelos de negócio a partir da TI. 

No primeiro grupo estão as ferramentas (hardware e software) e práticas que contribuem para o aumento da produtividade, além de viabilizar o cruzamento de grande quantidade de informações para suportar os processos de tomada de decisão. 

No segundo grupo a TI permite repensar completamente o modelo de negócio, ou até criar negócios. Os exemplos que já se tornaram clássicos são o Uber, Airbnb, e vários outros como o caso de profissionais liberais, que agora podem oferecer os seus serviços em todo o país. Aliás, em todo o mundo! Isso seria impensável até muito recentemente. 

Neste blog vamos focar na digitalização de todos os processos. 

O que é uma informação de boa qualidade?

Sistemas digitais têm a sua qualidade integralmente atrelada à qualidade das informações que alimentam os sistemas. Uma boa analogia é com um bolo, que depende fundamentalmente da qualidade dos ingredientes. 

Uma informação é considerada de boa qualidade se for confiável, e assim ser útil na tomada de decisão. 

Para avaliação da qualidade de uma informação se deve atentar principalmente para os pontos abaixo:

  • Precisão
  • Integralidade
  • Consistência
  • Atualidade
  • Unicidade
  • Validade

O que é precisão para informação de boa qualidade?

Precisão significa que a informação representa corretamente a realidade que a informação está retratando. O analista de dados deve avaliar o grau de precisão da informação consultando fontes diferentes e comparando com a informação que ele levantou inicialmente. 

Se vamos usar, por exemplo, o preço médio do litro de gasolina no Brasil para elaborar um orçamento, precisamos consultar outras fontes para garantir que não estamos usando o preço de uma determinada região do país que pode ser abaixo ou acima da média. 

O que é integralidade para informação de boa qualidade?

Integralidade significa que a informação contém todos os aspectos que pretendemos representar. 

No nosso exemplo da gasolina é preciso checar se a informação que consideramos é no atacado ou no varejo, por exemplo. Obviamente aí há uma variação importante, até porque as margens dos pontos de distribuição são diferentes.

O que é consistência para informação de boa qualidade?

Tecnologia da informação na gestão empresarial

No futuro, os computadores podem pesar menos do que 1.5 toneladas.
Edição de 1949 da revista Popular Mechanics. 

Você pode imaginar? Essa notícia tem pouco mais de 70 anos!
Assim como o mundo mudou com a roda, a tecnologia da informação (TI) teve impacto em todas as atividades existentes na humanidade – e não tenhamos medo dessa afirmação - porque afinal, até as nossas emoções estão migrando para o metaverso, não é mesmo?
Então, já que não dá para viver sem, vamos fazer o melhor uso possível da tecnologia na gestão empresarial. 
Até onde pode chegar? 

Podemos agrupar os impactos em dois “macro-grupos”. O primeiro é a digitalização dos processos manuais e o segundo é a transformação dos modelos de negócio a partir da TI. 

No primeiro grupo estão as ferramentas (hardware e software) e práticas que contribuem para o aumento da produtividade, além de viabilizar o cruzamento de grande quantidade de informações para suportar os processos de tomada de decisão. 

No segundo grupo a TI permite repensar completamente o modelo de negócio, ou até criar negócios. Os exemplos que já se tornaram clássicos são o Uber, Airbnb, e vários outros como o caso de profissionais liberais, que agora podem oferecer os seus serviços em todo o país. Aliás, em todo o mundo! Isso seria impensável até muito recentemente. 

Neste blog vamos focar na digitalização de todos os processos. 
O que é uma informação de boa qualidade?

Sistemas digitais têm a sua qualidade integralmente atrelada à qualidade das informações que alimentam os sistemas. Uma boa analogia é com um bolo, que depende fundamentalmente da qualidade dos ingredientes. 

Uma informação é considerada de boa qualidade se for confiável, e assim ser útil na tomada de decisão. 
Para avaliação da qualidade de uma informação se deve atentar principalmente para os pontos abaixo:

Precisão
Integralidade
Consistência
Atualidade
Unicidade
Validade

O que é precisão para informação de boa qualidade?

Precisão significa que a informação representa corretamente a realidade que a informação está retratando. O analista de dados deve avaliar o grau de precisão da informação consultando fontes diferentes e comparando com a informação que ele levantou inicialmente. 

Se vamos usar, por exemplo, o preço médio do litro de gasolina no Brasil para elaborar um orçamento, precisamos consultar outras fontes para garantir que não estamos usando o preço de uma determinada região do país que pode ser abaixo ou acima da média. 
O que é integralidade para informação de boa qualidade?

Integralidade significa que a informação contém todos os aspectos que pretendemos representar. 

No nosso exemplo da gasolina é preciso checar se a informação que consideramos é no atacado ou no varejo, por exemplo. Obviamente aí há uma variação importante, até porque as margens dos pontos de distribuição são diferentes.
O que é consistência para informação de boa qualidade?

A consistência garante que dentro de uma empresa, não importa de qual sistema ou planilha que se obtenha a informação, ela será sempre igual. 

No nosso exemplo da gasolina: devemos assegurar que o financeiro, suprimentos, produção, enfim todas as áreas, usem o mesmo valor, a mesma "fonte da verdade". 

Sugerimos que exista nas empresas fontes da verdade. Por exemplo, o preço da gasolina é o valor informado pelo setor de suprimentos. A partir dessa única fonte, o financeiro vai gerar os resultados, e a gestão empresarial a performance, e assim por diante.
O que é atualidade para informação de boa qualidade?

A atualidade abrange dois significados. O primeiro é que a informação seja atualizada e que chegue a tempo para a tomada de decisão.

Voltando ao nosso exemplo da gasolina, não adianta apurarmos o valor do preço médio da gasolina no Brasil, depois de encerrado o processo de compra de gasolina. Por outro lado, o preço médio existente na fonte da verdade deve ser o mais atualizado possível. Usar o preço médio da gasolina de 6 meses atrás, pode levar a decisões erradas. 
O que é unicidade para informação de boa qualidade?

Unicidade significa que não existe duplicidade ou informações redundantes na base de informação. Analistas de dados procedem ao que chamamos de higienização das bases de informação, para entre outras coisas, remover duplicidades e redundâncias. 
O que é validade para informação de boa qualidade?

Uma informação deve ser coletada de acordo com as regras de negócios da organização, o que inclui a obediência a legislação sobre coleta de dados. Desde o ano passado, o Brasil implementou a Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD), com multas duras para quem descumpri-la.  Isso vale também para o formato utilizado para representar a informação. 

No nosso exemplo da gasolina, a data da coleta do dado deve ser inserida no formato que o sistema da empresa solicita, por exemplo – dd/mm/aaaa, ou apenas mm/aaaa, etc. 

Conclui-se que, apesar do avanço e das possibilidades da tecnologia cabe a nós, seres humanos, temos a tarefa trivial de manter a qualidade da informação.

Visite o site www.2corp.co e conheça de que forma a 2corp gestão empresarial pode ajudar a sua empresa a tirar o melhor proveito do TI, para o crescimento do seu negócio. A consistência garante que dentro de uma empresa, não importa de qual sistema ou planilha que se obtenha a informação, ela será sempre igual. 

No nosso exemplo da gasolina: devemos assegurar que o financeiro, suprimentos, produção, enfim todas as áreas, usem o mesmo valor, a mesma “fonte da verdade”. 

Sugerimos que exista nas empresas fontes da verdade. Por exemplo, o preço da gasolina é o valor informado pelo setor de suprimentos. A partir dessa única fonte, o financeiro vai gerar os resultados, e a gestão empresarial a performance, e assim por diante.

O que é atualidade para informação de boa qualidade?

A atualidade abrange dois significados. O primeiro é que a informação seja atualizada e que chegue a tempo para a tomada de decisão.

Voltando ao nosso exemplo da gasolina, não adianta apurarmos o valor do preço médio da gasolina no Brasil, depois de encerrado o processo de compra de gasolina. Por outro lado, o preço médio existente na fonte da verdade deve ser o mais atualizado possível. Usar o preço médio da gasolina de 6 meses atrás, pode levar a decisões erradas. 

O que é unicidade para informação de boa qualidade?

Unicidade significa que não existe duplicidade ou informações redundantes na base de informação. Analistas de dados procedem ao que chamamos de higienização das bases de informação, para entre outras coisas, remover duplicidades e redundâncias. 

O que é validade para informação de boa qualidade?

Uma informação deve ser coletada de acordo com as regras de negócios da organização, o que inclui a obediência a legislação sobre coleta de dados. Desde o ano passado, o Brasil implementou a Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD), com multas duras para quem descumpri-la.  Isso vale também para o formato utilizado para representar a informação. 

No nosso exemplo da gasolina, a data da coleta do dado deve ser inserida no formato que o sistema da empresa solicita, por exemplo – dd/mm/aaaa, ou apenas mm/aaaa, etc. 

Conclui-se que, apesar do avanço e das possibilidades da tecnologia cabe a nós, seres humanos, temos a tarefa trivial de manter a qualidade da informação.

Visite o site www.2corp.co e conheça de que forma a 2corp gestão empresarial pode ajudar a sua empresa a tirar o melhor proveito do TI, para o crescimento do seu negócio. 

Entre em Contato | 2Corp

Otimizamos os processos, definimos metas, lideramos a solução e medimos os resultados

(21) 99031-6004